FBN lamenta falecimento de Ivan Junqueira

ivanjjFaleceu hoje, no hospital Pró-Cardiaco onde estava internado o escritor, crítico literário e membro da Academia Brasileira de Letras, Ivan Junqueira.
Sexto ocupante da Cadeira nº 37 da Academia Brasileira de Letras, eleito em 30 de março de 2000, Ivan Junqueira nasceu no Rio de Janeiro em 3 de novembro de 1934. Começou sua brilhante carreira no jornalismo em 1963, como redator da Tribuna da Imprensa, e posteriormente atuou no Correio da Manhã, Jornal do Brasil e O Globo, e foi assessor de imprensa e diretor do Centro de Informações das Nações Unidas no Rio de Janeiro.
Como crítico literário e ensaísta, colaborou com grandes jornais e revistas do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, bem como em publicações especializadas nacionais e estrangeiras, entre elas Colóquio Letras, Revista do Brasil, Senhor, Leitura e Iberomania.
Em 1984 foi escolhido como a “Personalidade do Ano” pela UBE. Assessor da Fundação Nacional de Artes Cênicas (Fundacen) de 1987 a 1990, no ano seguinte transferiu-se para a Fundação Nacional de Arte (Funarte), onde foi editor da revista Piracema e chefe da Divisão de Texto da Coordenação de Edições, tendo se aposentado do serviço público em 1997. Foi ainda editor adjunto e depois editor executivo da revista Poesia Sempre, da Fundação Biblioteca Nacional (1993-2002).
Em 1998 foi curador do Programa de Co-Edições da Fundação Biblioteca Nacional, e publicou cerca de 35 títulos de autores das regiões Norte, Nordeste e Sudeste. Foi Tesoureiro (2001), Secretário-Geral (2002-03 e 2008-09) e Presidente da ABL (2004-05).


Membro titular do PEN Club do Brasil e da Academia Brasileira de Filosofia, foi sócio do Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro e do Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, sócio de honra da Academia Norte-Rio-Grandense de Letras, membro do Conselho Estadual de Cultura e Grande Benemérito do Real Gabinete Português de Leitura.

Sua poesia já foi traduzida para o espanhol, alemão, francês, inglês, italiano, dinamarquês, russo e chinês.
A Fundação Biblioteca Nacional se solidariza com a família e lamenta profundamente a perda desse grande nome da nossa cultura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: