FBN recebe doação da obra de Bernardo Sanmartim, o “fotógrafo da contracorrente”

Nos quase 450 anos da cidade do Rio de Janeiro, inúmeras mudanças construíram o espaço que faz parte do cotidiano atual. Das reformas mais drásticas às rotineiras, o modo de retratar a cidade cartão-postal é diferente ao longo da história. Para o fotógrafo Bernardo Sanmartin, contemporâneo da Reforma Pereira Passos, era preciso se interessar pelas características que edificam as cidades, mesmo que isso desperte a curiosidade de poucos.

Se a tendência no início do século XX era se inspirar nas grandes metrópoles europeias, pelo menos para Bernardo, filho de imigrantes espanhóis, parecia mais significativo trabalhar minunciosamente para resguardar a memória da cidade que o acolhera. A fotografia, design dos livros, edição e publicação, eram financiadas pelo próprio artista. O fotógrafo trabalhava oficialmente como contador e não recebia nenhum tipo de auxílio financeiro de terceiros para a publicação de seu material. Em 1922 a obra “Os notáveis – indicador ruas do Rio” ganhou notoriedade com uma medalha na Semana de Arte Moderna, evento histórico e cultural da primeira metade do século XX.

Alguns fotógrafos que viveram na mesma época que Bernardo também tiveram trabalhos importantes e contribuíram para as obras do carioca, como Augusto Malta, nomeado fotógrafo oficial do Rio de Janeiro pelo prefeito Pereira Passos e Marc Ferrez, conhecido por captar o período Imperial e o início da República. Entretanto, quando os fotógrafos mais famosos registravam as mudanças e novidades provenientes do processo de modernização, Bernardo retratou os resquícios do Rio colonial, posto abaixo para se assemelhar cada vez mais a uma típica metrópole europeia, de modo a eliminar as particularidades da cidade-colônia.

Alguns livros de Bernardo foram doados para o acervo iconográfico da Fundação Biblioteca Nacional por suas herdeiras artísticas e sanguíneas, Heloisa Pires Ferreira, gravadora, e Elisa Guerra, fotógrafa, jornalista e professora de fotografia. As obras passaram por gerações na família Sanmartim e permaneceram guardadas durante muitos anos. As herdeiras ressaltam o valor significativo e representativo dos livros no projeto de resguardar a memória que constrói os 450 anos da cidade-patrimônio do mundo. Elisa lembra o “carinho e amor quando se intitula carioca, em busca de contar a história numa década de mudanças” que Bernardo teve.

postar

Elisa Guerra e Heloisa Pires Ferreira, herdeiras Sanmartim, na seção de iconografia da FBN

O curioso caso artístico da família Sanmartin estende-se durante anos, influenciando mesmo que indiretamente as carreiras, principalmente, de Heloisa e Elisa. Por coincidência (ou até talento transmitido geneticamente, quem sabe?) quando Elisa Guerra se tornou fotógrafa, ainda não conhecia o trabalho de Bernardo, entretanto, a partir do momento em que teve contato com os livros, assim como Heloisa, notou o pesado significado do esforço de alguém que “não vivia disso (fotografia), mas por amor a isso contou a história”, como pontua Elisa.

A ideia de doar as obras de Bernardo Sanmartin surgiu espontaneamente para Heloisa- “Quando os livros caíram em minhas mãos, fiquei louca!”, brinca a neta do fotógrafo, que doou parte da extensa obra para a Biblioteca Nacional e também para outros acervos.  As artistas, que consideram Bernardo como alguém da “contracorrente”, também lembram que, para a época, era necessário retratar da maneira mais realística possível a cidade e isso só poderia ser feito através da fotografia, que daria às reproduções o caráter de “reais”. Para elas, as obras de Sanmartim podem despertar a curiosidade das pessoas e até mesmo fazer com que surjam novos documentos sobre as reformas no Rio antigo. “Bernardo queria que isso fosse divulgado, que não caísse no esquecimento. Quando se faz um livro é essa a intenção: deixar um legado para a posteridade”, afirma Elisa.

Os livros de Bernardo Sanmartim armazenados na Biblioteca Nacional estão disponíveis para consulta na iconografia e também na BN Digital.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: