FBN I Perfil – Eduardo Sinkevisque – Dos escritos sem “autor” à invenção de identidades

SAMSUNG CSC

Sob o título “Dos escritos sem “autor” à invenção de identidades: um estudo sobre diários e memórias do acervo de manuscritos, obras raras e acervo geral da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

O projeto de Sinkevisque analisa sistematicamente diários manuscritos e impressos (históricos, científicos, artísticos e pessoais) dos setores de Manuscritos, Obras Raras e Geral da BN/RJ.

Dentre os documentos encontram-se muitos exemplares de diários históricos pertenceram à “Exposição de História do Brasil” realizada na BN/RJ em 1881, cujo catálogo foi publicado em fac-símile (c. 1981) com organização de José Honório Rodrigues. Outros exemplares a serem estudados pertenceram à coleção do importantíssimo historiador, bibliotecário e bibliófilo Rubens Borba de Moraes.

A pesquisa organizará o corpus em três (3) agrupamentos básicos:

1) diários históricos dos séculos XVII/XVIII, cujo “eu” é institucional, ou histórico;

2) reflexão sobre os papéis dos diferentes tipos de “eus” (sécs. XIX/XX) constituídos nos textos (apagamento do “eu”, substituindo o “eu” pelo discurso científico ou corporativo, a exemplo de Ramiz Galvão, José Honório Rodrigues e Rodolfo Dantas;

3) escritos da “emergência” de um “eu”, demonstrando as paixões em curso (pathos) nos diários, memórias, autobiografias, cartas (séc. XX), a exemplo dos diários de Carolina de Jesus (séc. XX), Lima Barreto e Mário de Andrade (Turista Aprendiz) e de alguns diários e cartas de antigos diretores da BN/RJ.

Eduardo Sinkevisque é licenciado (1996) e bacharel (1991) em Letras – Língua e Literatura Portuguesas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Fez Iniciação Científica em Linguística (LAEL/PUC-SP) em 1991. Concluiu o Mestrado (2000) e o Doutorado (2005) em Letras: Literatura Brasileira pelo Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas FFLCH/USP, com orientação de João Adolfo Hansen. Desde 2009 é Pós-Doutor em Teoria Literária pelo Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), cujo supervisor foi Alcir Pécora. Foi bolsista FAPESP de Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado. É especialista em Literatura Brasileira Colonial, Letras Portuguesas dos séculos XVI, XVII e XVIII, em retórica, em poética e em arte histórica, tendo ministrado cursos de escrita/leitura para diversos tipos de público de níveis diferentes. Fez Pós-doutorado em História (2011/2013) na UFRGS (IFCH), com supervisão do Prof. Dr. Temístocles Cezar e com bolsa CAPES-REUNI.

Conheça um pouco mais sobre o acervo de documentos que são fruto da pesquisa de Eduardo Sinkevisque:

http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_manuscritos/mss1245284/mss1245284_item1/P6.html
http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_manuscritos/mss1245284/mss1245284_item1/P7.html
http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_manuscritos/mss1245284/mss1245284_item1/P8.html

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: