FBN I Perfil – Eduardo Santos e a vida de Luiz Gama, “um vulcão negro em meios brancos”

SAMSUNG CSC

Desenvolvida por  Eduardo Antonio Estevam Santos, pesquisador do Programa Nacional de Apoio à Pesquisadores Residentes da Fundação Biblioteca Nacional (PNAP-R), a pesquisa sobre a vida de  Luiz Gama, um vulcão negro em meios brancos – pensamento e vida intelectual  (1850-1882) é desenvolvida a partir de jornais, manuscritos e correspondências do acervo da própria Biblioteca Nacional, entre outras fontes.

Mais que uma pesquisa biográfica, o estudo contextualiza toda a sua vida pública e principalmente intelectual, no universo do contexto social da segunda metade do século XIX.

Luiz Gonzaga Pinto da Gama foi um ex-escravo que apresentava em suas práticas uma forma de pensar diretamente relacionada e mediada pela organização socioeconômica e escravagista, foi jornalista, maçom, poeta, orador, político e advogado (rábula).

icon960827_039

Não se trata de expor suas vontades e suas visões de mundo como um único elemento capaz de explicar todo um processo histórico, mas de situá-lo no interior de uma sociedade que vivia em meio às transformações conduzidas pelo capital, pelos debates ideológicos, pelo jogo político e pelo debate sobre a propriedade escrava e a mudança de regime político.

Um dos objetivos da pesquisa é identificar as formas interpretativas que este intelectual elaborou a respeito da vida política e social da sociedade paulistana e brasileira, por meio de uma dupla consciência, enquanto um intelectual liberal e negro.

O trabalho repensa também o lugar de Luiz Gama na historiografia do pensamento e idéias do século XIX imperial.

O autor e pesquisador Eduardo Antonio Estevam Santos foi bolsista do Programa Internacional de Bolsas de Pós-Graduação da Fundação Ford, com a qual, desenvolveu uma pesquisa de mestrado defendida na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo sobre os conflitos fundiários urbanos, mas precisamente a respeito do arrendamento de terrenos para efeito de moradia na cidade de Itabuna, Bahia. No Doutorado desenvolveu uma pesquisa sobre Luiz Gama centrando em suas produções culturais e nas relações étnicorraciais da cidade de São Paulo oitocentista.

Conheça mais sobre Luiz Gama na Hemeroteca Digital Brasileira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: