FBN – Documento da semana – 28/03/1968: o estudante Edson Luís é morto pela polícia.

jornal

Edson Luís, paraense de 18 anos, é morto em ação policial na passeata estudantil no restaurante Calabouço – RJ. Era a prévia dos Anos de Chumbo da Ditadura.
O documento da semana trás a primeira página do jornal Tribuna da Imprensa, edição 05532, de 29 de março de 1968, relatando a brutalidade da ação policial.

Selvageria foi como a cidade classificou os acontecimentos de ontem a noite que culminaram com a morte do estudante Edson Luis Lima de Sousa, deixando oito pessoas feridas.  O vandalismo da policia do governo Negrão de Lima tomou de surpresa tomou de surpresa a população que mal podia acreditar em tanta truculência.  A Assembléia legislativa, em vigilância forçada, protestou em peso.  Em Brasíla, no entanto, o deputado Último de Carvalho afirmava, como vice-lider, que o Governo Federal apoiava a ação da Polícia na Guanabara, “porque não se sabe se foram os estudantes os primeiros a atirarem”. O comandante (demissionário) da Polícia Militar, general Osvaldo Niemeyer justificava: “A polícia atirou porque o poder de fogo dos estudantes era superior”.

Leia a publicação:  http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=154083_02&PagFis=33660

Saiba mais sobre os movimentos sociais durante a ditadura militar consultando a Hemeroteca Digital Brasileira.  

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: