FBN I Perfil – Maria da Luz Pinheiro de Cristo e a produção intelectual no Brasil Colonial

SAMSUNG CSC

O projeto “Academias Literárias e História do Brasil nos séculos XVI a XVIII” analisa o movimento academicista no Brasil Colonial a partir das coleções de documentos pertencentes ao acervo da Fundação Biblioteca Nacional, procurando ambiguidades entre os desejos da Coroa portuguesa e uma identidade brasileira em formação.

Desenvolvido por Maria da Luz Pinheiro de Cristo, pesquisadora do Programa Nacional de Apoio a Pesquisadores Residentes da Fundação Biblioteca Nacional (PNAP-R), o trabalho se concentra sobre a produção acadêmica durante o período colonial brasileiro, precisamente nos séculos XVI a XVIII. A análise da produção intelectual da época busca traços ambíguos em torno das diferentes visões sobre a chamada América portuguesa: embora as academias estivessem vinculadas à Coroa, reproduzindo seus discursos históricos e literários, também transpareciam indícios da formação de uma identidade brasileira, que se pode depreender pela análise dos trabalhos realizados à época.

Leia mais: http://www.bn.br/noticia/2015/03/maria-luz-pinheiro-cristo-producao-intelectual-brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: