FBN I Parcerias – Biblioteca Nacional empresta obras para exposições

Obras expostas no Centro Cultural Correios. Exposição: “A muito Leal e Heróica Cidade do Rio de Janeiro”.

Obras expostas no Centro Cultural Correios. Exposição: “A muito Leal e Heróica Cidade do Rio de Janeiro”.

Em um cuidadoso processo, que envolve ações administrativas, de preservação e segurança, critérios expositivos e acompanhamento das peças, a Biblioteca Nacional empresta originais de seu acervo para exposições externas. Atualmente, estão expostas obras nas mostras “A Muito Leal e Heroica Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro”, no Rio de Janeiro, e “Traduções da Natureza – bancos ameríndios e desenhos naturalistas”, em São Paulo.

Dentro de sua missão de difundir a memória bibliográfica e documental nacional, a Biblioteca Nacional (BN) realiza o empréstimo de obras do seu acervo para exposições no Brasil e no exterior, desde que sejam atendidos todos os requisitos necessários.

“A instituição solicitante tem que apresentar as condições de ambientação (luminosidade, temperatura e umidade) e segurança exigidas. Outros critérios também são seguidos para o empréstimo, como, por exemplo, o bom estado de conservação da peça, a obrigatoriedade do uso de moldura para as obras planas e o cuidado com o transporte, que precisa ser executado por empresas especializadas”, explica Maria José Fernandes, da Coordenadoria de Acervo Especial.

Antes de serem emprestadas, as peças são necessariamente digitalizadas e analisadas criteriosamente pela equipe da Coordenadoria de Preservação, que emite laudos técnicos sobre seu estado de conservação. Todas as obras são seguradas, a partir de valores estabelecidos por especialistas das áreas de guarda desses acervos. O seguro é do tipo “prego a prego”, ou seja, cobre desde a saída das peças até o seu retorno à Biblioteca Nacional.

A embalagem das obras é feita sempre no Laboratório de Conservação, sob atenta vigilância da equipe. As caixas com as peças só podem ser abertas na presença de um courier – representante da área de preservação que acompanha a montagem e a desmontagem da exposição. Todos os custos do processo de empréstimo, incluindo as passagens e diárias do courier ficam a cargo da instituição solicitante.

“As obras ficam emprestadas no máximo 90 dias consecutivos e durante esse período há um diálogo contínuo entre a equipe de preservação da BN e a instituição solicitante. São emitidos relatórios de acompanhamento das condições expositivas, mas em algumas situações nossos técnicos se deslocam até a exposição, para vistoriar as peças no local”, relata Maria José.

As mostras que atualmente contam com peças do acervo da BN estão exibindo obras consideradas raras. A Muito Leal e Heroica Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, que pode ser visitada no Centro Cultural dos Correios até o dia 12 de julho, inclui aquarelas de Carlos Julião, desenhos de renomados artistas e um álbum muito raro de Friedrich Pustkow, totalizando 21 itens. Na Pinacoteca do Estado de São Paulo estão 15 peças da Coleção Alexandre Rodrigues Ferreira – nominada pelo comitê brasileiro do Programa Memória do Mundo, da UNESCO – que integram a exposição Traduções da Natureza – bancos ameríndios e desenhos naturalistas, em cartaz até o dia 30 de agosto.

Em todos os casos de empréstimo, o crédito à Biblioteca Nacional é obrigatório, tanto nas obras como nos produtos promocionais decorrentes da exposição (convites, folders, catálogos), que passam a integrar o acervo da BN.

“Anualmente participamos, em média, de quatro a seis exposições externas. Não existe um limite de peças para empréstimo simultâneo, mas é claro que todas as solicitações são analisadas e em alguns casos são negadas. Por questões de segurança, não emprestamos um número superior a 49% de peças de determinada coleção e temos incentivado o uso de reproduções no lugar dos originais, sempre que possível. O seguro, por mais elevado que seja seu valor, não pode ressarcir a importância histórica e cultural de uma obra perdida. É por isso que os processos para empréstimo de obras são tão minuciosos e analisados com todo apuro pela Procuradoria Federal da BN antes de serem autorizados”, conclui a Coordenadora de Acervo Especial.

Anúncios

Uma resposta to “FBN I Parcerias – Biblioteca Nacional empresta obras para exposições”

  1. Lanchinho da Meia-Noite Says:

    Republicou isso em Lanchinho da Meia-Noite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: