FBN I Perfil – Victor Vasconcellos e a “Geografia do subterrâneo” – um estudo sobre a espacialidade das cenas Heavy Metal do Brasil

SAMSUNG CSC

 

Desde a década de 1940 o termo “cena” vem sendo utilizado para se referir a grupos que se associam em torno de um determinado gênero musical.

Se no início era quase exclusiva do vocabulário jornalístico, a partir dos anos 90 as ciências sociais procuraram estabelecer limites e contornos para utilizar a palavra “cena” como um conceito que poderia auxiliar as pesquisas sobre grupos urbanos, agora cada vez mais diversificados.

No livro “A Geografia do Subterrâneo”, lançado pela editora Novas Publicações Acadêmicas, Victor Vasconcellos enfatiza a importância que os espaços de sociabilidade possuem para o surgimento e manutenção das cenas musicas, indo além das análises sociológicas e antropológicas que, via de regra, privilegiam aspectos ligados aos comportamentos, simbolismos e práticas sociais dessas coletividades.

O autor do livro,que também é músico e headbanger, é Mestre em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e Servidor Público Federal na Biblioteca Nacional.

Segundo Victor, “O desejo de estudar a organização das cenas se deu em função do interesse que tenho pela música, particularmente pelo Heavy Metal. Muitos anos antes de cursar a faculdade de geografia, já participava ativamente da cena carioca como músico e produtor de eventos de ‘metal’. No entanto, somente nos primeiros meses do curso de mestrado passei a olhar para as cenas musicais a partir de uma perspectiva geográfica”. 

O aprofundamento nas questões ligadas ao tema começou durante o período da graduação, com a busca por conhecimento e a leitura de artigos que relacionavam música e geografia. Segundo o autor os estudos existentes visavam estabelecer relações entre o local de origem da música e um tipo específico de composição musical e lírica, porém muito pouca coisa havia sobre essa relação ligada ao  Heavy Metal.

A intenção de Victor quando pesquisou para escrever o livro “Geografia do subterrâneo” – um estudo sobre a espacialidade das cenas Heavy Metal do Brasil, foi de estabelecer conexões entre a música e seu local de surgimento, além de compreender como os atores e as práticas sociais relacionadas a um estilo musical estão organizados sobre o espaço das cidades.

“Olhando para os grupos urbanos é possível perceber uma geografia da sociabilidade, ou seja, uma lógica de distribuição estabelecida por uma conjugação entre pessoas (que compartilham gosto musical, práticas sociais, comportamentos, simbolismos e elementos visuais) e espaços eleitos para a comunicação do grupo. Podemos falar em cenas de Jazz, Reggae, Punk, Hip-Hop, Dance ou Heavy Metal: cada um desses grupos apresenta uma forma diferenciada de organização, assim como elementos estruturadores e locacionais bem distintos”. Afirma o autor.

Para escrever o livro, o Victor realizou uma extensa pesquisa de campo durante dois anos (entre 2010 e 2012) em nove cidades brasileiras: Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Salvador (BA), Aracaju (SE), Maceió (AL), Recife (PE), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB) e Natal (RN). Objetivo era visitar lugares que estão associados à sociabilidade Heavy Metal e que, segundo ele, são fundamentais para a manutenção das respectivas cenas locais.  Durante dois anos foram visitadas casas de shows, galerias comerciais, lojas especializadas, bares, estúdios de gravação e ensaio, ruas específicas, estacionamentos de carros, centros culturais e outros locais relevantes para estabelecer as relações para a construção da obra.

O livro está disponível para download gratuito em:

https://www.dropbox.com/s/1kuoss4yn2f86jw/A%20geografia%20do%20subterr%C3%A2neo.pdf?dl=0

capa

􀀁􀀂 􀀃􀀄􀀅􀀃􀀆􀀇􀀈􀀄􀀂 􀀉􀀆􀀂 􀀊􀀃􀀆􀀅􀀋􀀂􀀌􀀍􀀎􀀇􀀃􀀋􀀏􀀊􀀂 􀀐􀀆􀀌􀀂 􀀎􀀆􀀅􀀉􀀄􀀂 􀀉􀀇􀀎􀀃􀀍􀀈􀀇􀀉􀀄􀀂 􀀑􀀆􀀏􀀋􀀎􀀂 􀀃􀀇􀀒􀀅􀀃􀀇􀀋􀀎􀀂 􀀎􀀄􀀃􀀇􀀋􀀇􀀎
􀀓􀀔􀀂 􀀃􀀆􀀕􀀃􀀋􀀂 􀀉􀀆􀀂 􀀉􀀍􀀋􀀎􀀂 􀀉􀀖􀀃􀀋􀀉􀀋􀀎􀀗􀀂 􀀘􀀂 􀀌􀀋􀀇􀀄􀀕􀀂 􀀑􀀋􀀕􀀈􀀆􀀂 􀀉􀀄􀀎􀀂 􀀈􀀕􀀋􀀙􀀋􀀏􀀓􀀄􀀎􀀚􀀂 􀀅􀀄􀀂 􀀆􀀅􀀈􀀋􀀅􀀈􀀄􀀚
􀀃􀀄􀀅􀀛􀀆􀀕􀀆􀀂􀀍􀀌􀀂􀀑􀀆􀀎􀀄􀀂􀀌􀀋􀀇􀀄􀀕􀀂􀀜􀀎􀀂􀀆􀀎􀀛􀀆􀀕􀀋􀀎􀀂􀀎􀀄􀀃􀀇􀀋􀀇􀀎􀀚􀀂􀀃􀀄􀀌􀀑􀀄􀀕􀀈􀀋􀀌􀀆􀀅􀀈􀀋􀀇􀀎􀀂􀀆􀀂􀀎􀀇􀀌􀀙􀀝􀀏􀀇􀀃􀀋􀀎􀀚

Anúncios

Uma resposta to “FBN I Perfil – Victor Vasconcellos e a “Geografia do subterrâneo” – um estudo sobre a espacialidade das cenas Heavy Metal do Brasil”

  1. Lanchinho da Meia-Noite Says:

    Republicou isso em Lanchinho da Meia-Noite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: