FBN | Mostra – Contratos Literários da Livraria Garnier

Contrato de Machado de Assis para a edição de "Helena do Vale".

Contrato de Machado de Assis para a edição de “Helena do Vale”.

 

Composta por quatro contratos literários originais da Livraria Garnier, a mostra organizada pela Divisão de Manuscritos da Biblioteca Nacional está aberta à visitação de segunda a sexta, de 10h às 18h. Entre os documentos selecionados, estão os acordos definidos com Machado de Assis e José de Alencar.

A Livraria Garnier foi fundada em 1844, no Rio de Janeiro, como uma filial da livraria francesa Garnier Frères, pertencente a Auguste e Hippolyte Garnier. À sua frente estava o irmão mais novo de ambos, Baptiste-Louis Garnier (1823 – 1893). O estabelecimento, que funcionou em dois diferentes endereços da Rua do Ouvidor, viria a se tornar uma das mais importantes livrarias e editoras do Brasil no século XIX.

Embora os livros fossem impressos na Europa, a Garnier mantinha uma equipe de redatores, revisores e tradutores altamente qualificados, pagava os direitos autorais e investia importantes quantias na edição de obras literárias. Assim obteve os direitos de publicação dos mais célebres escritores da época, apresentando ao leitor brasileiro as obras de Honoré de Balzac, Alexandre Dumas e Charles Dickens.

Entre os brasileiros, encontram-se nomes como os de José de Alencar, Olavo Bilac e João do Rio, sem esquecer Machado de Assis, que, além de publicar seus primeiros livros pela Garnier, trabalhou para a editora como revisor. Era também assíduo frequentador dos encontros literários que tinham lugar na livraria.

A morte de Baptiste-Louis, em 1893, devolveu a Garnier a seu irmão Hippolyte. Já nessa época, as transformações políticas e sociais dos primeiros anos da República vinham causando mudanças no panorama editorial, mas a livraria só viria a fechar as portas definitivamente em 1934, depois de ter passado pelas mãos de vários donos e gerentes.

Os documentos desta mostra retratam o aspecto material do ato de editar: o aspecto que estabelece os direitos e as responsabilidades tanto do autor quanto do escritor, constituindo-se, por isso, em parte indispensável do processo de difusão de uma obra no meio público. A Divisão de Manuscritos fica localizada no terceiro andar da Biblioteca Nacional. Para saber mais, acesse: https://www.bn.br/explore/acervos/manuscritos

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬

 

Tags: , ,

Uma resposta to “FBN | Mostra – Contratos Literários da Livraria Garnier”

  1. Lanchinho da Meia-Noite Says:

    Republicou isso em Lanchinho da Meia-Noite.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: