FBN I História – Dia 09 de julho de 1932 – deflagrada a Revolução Constitucionalista

Foto do jornal Correio de São Paulo de 11 de julho de 1932

Foto do jornal Correio de São Paulo de 11 de julho de 1932

“É preciso defender a Constituição!” era o brado dos paulistas que ecoava por todo o território nacional.

“Senhor Embaixador Pedro de Toledo. Estamos algemados e algemados dentro de uma senzala. E, V. Excia., deve sair e com estes homens vir à rua reivindicar a vossa liberdade. V. Excia., que está no fim da vida, deve escolher: um simples epitáfio ou uma estátua”. (Ibhaim Nobre)

Os eventos que antecederam a Revolução Constitucionalista de São Paulo foi descrita na enciclopédia Nosso Século – Memória fotográfica  do Brasil no século 20, de 1980:

“A mobilização de 23 de maio veio a se constituir em apenas mais um passo na articulação clandestina que os paulistas vinham montando contra o governo Vargas.  Essa articulação só se tornaria pública na noite de 9 de julho de 1932, quando tropas da 2ª Região Militar e da Força Pública, desfecham uma fulminante manobra de ocupação dos pontos estratégicos da Capital paulista.  Na madrugada do Dia 10, Quintaúna, único quartel da região que esboçará certa resistência, acaba por abrir seus portões – e assim, sem disparar um só tiro, os rebeldes passam a controlar o Estado.  É o começo da Revolução Constitucionalista.

O movimento,porém, tem origens que remontam a um ano antes.  Já em abril de 1931, o Partido Libertador gaúcho manifestará sua solidariedade ao Partido Democrático de São Paulo, por seu rompimento com o interventor João Alberto.  Pela voz de Batista Luzardo, os gaúchos afirmavam sua coesão com os paulistas.  Ainda em 1931, cresce no Exército a preocupação de que a presença de tenentes nas interventorias subvertia a hierarquia.  A partir desse argumento o general Isidoro Dias Lopes inicia sondagens visando a derrubada do governo provisório.  No Rio, ele alicia, entre outros, os tenentes Severo Fournier e Agildo Barata, bem como o Coronel Euclides Figueiredo.  Em São Paulo, Dias Lopes contava com o apoio de ampla camada da oficialidade.  E, no Mato Grosso, sensibilizará o comanda da região militar desse Estado, general Bertoldo Klinger…

Ante esse quadro, fixou-se a data da revolução para o dia 14 de julho, aniversário da Queda da Bastilha. Fatos novos, porém fizeram com que essa previsão não fosse cumprida.  Desgostoso com a nomeação para o Ministério do Exercito de Augusto Inácio do Espírito Santo Cardoso, um general reformado, Bertoldo Klinger escreve-lhe uma carta desaforada. Em consequência, é destituído e passado para a reserva, o que elimina a possibilidade da participação de Mato Grosso no levante.  Diante desse imprevisto, o Coronel Figueiredo viaja às pressas, do Rio para São Paulo, na noite de 8 de julho. E na manhã seguinte, decide juntamente com alguns lideres políticos, entre os quais Júlio de Mesquita Filho, deflagrar a insurreição na noite desse mesmo dia…”

Saiba mais sobre o tema consultando o Setor de Obras de Referência da Biblioteca Nacional ou a BNDigital.

Leia a matéria do jornal Correio de São Paulo de 11 de julho de 1932 sobre o desenrolar dos fatos:

http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=720216&PagFis=172

 

 

Rodrigues, J. Wasth (José Wasth), 1891-1957 Título: Esta he a carta verdadeira da revolução q houve no Estado de São Paulo no ano de MCMXXXII [Cartográfico]

Rodrigues, J. Wasth (José Wasth), 1891-1957
Título: Esta he a carta verdadeira da revolução q houve no Estado de São Paulo no ano de MCMXXXII [Cartográfico]

Foto do jornal Correio de São Paulo de 11 de julho de 1932

Foto do jornal Correio de São Paulo de 11 de julho de 1932

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: