Brasiliana Fotográfica | Lampião e outros cangaceiros sob as lentes de Benjamin Abrahão

lampiao 2

Benjamin Abrahão. Benjamin Abrahão com Maria Bonita e Lampião, 1936. Sertão nordestino, nas proximidades do rio São Francisco / Acervo IMS

Com registros do fotógrafo sírio Benjamin Abrahão Calil Botto (1901 – 1938), a Brasiliana Fotográfica lembra Lampião, Virgolino Ferreira da Silva (c. 1898 – 1938), o rei do cangaço, e seu bando. A iconografia produzida por Benjamin – registros fotográficos e filme – não é a única sobre o cangaço, mas por sua extensão contribuiu enormemente para o conhecimento da história dos cangaceiros no Brasil. É uma comprovação visual da marcante estética dos bandoleiros da caatinga e os trouxe para os jornais e à imaginação popular. Logo os personagens do cangaço passaram a protagonizar lendas do sertão, canções e cordéis populares e, apesar de sua violência, Lampião tornou-se, para muitos, uma espécie de mártir dos oprimidos. As notícias chamavam atenção ou para a crueldade dos cangaceiros ou a sua bravura. Seriam bandidos ou heróis?

lampiao 1

Benjamin Abrahão. Os bandos de Lampião, Juriti e Luis Pedro, com Nenê, 1936. Sertão nordestino, nas proximidades do rio São Francisco / Acervo IMS

Para ver mais imagens e ler mais, acesse: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=9527

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional #lampiao

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: