Archive for the ‘FBN’ Category

FBN | 20 de fevereiro 1567: morre Estácio de Sá

fevereiro 20, 2017

SAMSUNG CSC
Nascido em Portugal, Estácio de Sá foi um explorador português conhecido por fundar a cidade do Rio de Janeiro e por ter expulsado os franceses da Baía de Guanabara.

 
No dia 22 de novembro de 1559, Estácio de Sá foi nomeado capitão da galé “Conceição”, com o soldo mensal de 2 mil réis, mais 500 réis de mantimentos. A nomeação foi assinada por seu tio Mem de Sá, Governador Geral das Capitanias do Brasil, que a justificou com o fato de confiar “na bondade e na habilidade de Estácio de Sá, que em tudo o que o encarregar do serviço de Sua Alteza, o servirá bem, e fielmente”.

SAMSUNG CSC

 
O documento, assim como muitos outros relativos aos primeiros tempos de colonização do Brasil, foi transcrito nos volumes da Coleção Documentos Históricos da Biblioteca Nacional.
 
#EstáciodeSá #FBN #BN #DivisãodeManuscritos

FBN | 19 de fevereiro de 1473: nasce Nicolau Copérnico

fevereiro 19, 2017

cop

 

Nascido em 19 de fevereiro de 1473, na cidade de Torun, Polônia, Nicolau Copérnico foi um clérigo, astrônomo e matemático polonês, conhecido como o primeiro estudioso da era moderna a defender em obra publicada a hipótese heliocêntrica. A extensão cosmológica da afirmação do cientista, de que nem a Terra nem o Sol ocupariam posição privilegiada no Universo, tornou-se uma das grandes referências da revolução científica dos séculos XVI e XVII.

A revista Carioca, em maio de 1938, publicou uma matéria sobre “Nomes que a historia guardou”, destacando a figura de Copérnico. Para ler a publicação, acesse: http://memoria.bn.br/docreader/830259/8097

Consulte, também, a obra ‘Mikolaya kopernica’ (O julgamento de uma moeda), em seu original polonês, no link http://bit.ly/2kGTLPV

#FBN #BN #BibliotecaNacional #BNDigital #HemerotecaDigital #NicolauCopérnico #Copérnico #RevistaCarioca

Documento da Semana I 18 de Fevereiro de 1564: Falecimento de Michelangelo

fevereiro 18, 2017

 

Sem título

 

Michelangelo Buonarroti foi um dos ícones da arte renascentista. Suas maiores obras são a pintura do teto da Capela Sistina e as estátuas de David e Moisés.
 
O documento da semana é um registro iconográfico que retrata o artista em desenho de nanquim e aguada, realizada em 1870 por Ernesto Augusto de Souza Silva e Rio, dito Flumen Junius. Acesse-o em: http://bit.ly/2lrgBiq
 
Este e outros documentos históricos estão disponíveis gratuitamente na BNDigital, em: bndigital.bn.br/acervodigital/
 
#FBN #BNDigital #Michelangelo #BN

FBN | Revista Illustração Brasileira – Recife (1922).

fevereiro 17, 2017

re1

Há 95 anos, a Revista Illustração Brasileira publicou uma matéria sobre a capital pernambucana chamada “O Recife”.

 

re2
No texto de abertura da reportagem, assinada por Mario Melo, é feita uma caracterização de Recife como “Praia de pescadores no inicio da colonisação portugueza, centro de resistencia dos soldados de Mathias de Albuquerque na invasão neerlandeza, capital do Brasil hollandez no governo de Mauricio de Nassau (…)”.

 

re3

Leia a publicação na íntegra em: http://memoria.bn.br/docreader/107468/5288
Acesse, também, a Hemeroteca Digital para conhecer outros periódicos: bndigital.bn.br/hemeroteca-digital/

#FBN #IllustraçãoBrasileira #Recife #HemerotecaDigital #BibliotecaNacional

FBN | Documentos Literários – “Os Arlequins” de Machado de Assis

fevereiro 17, 2017

FBN | Documentos Literários – “Os Arlequins” de Machado de Assis

A Série Documentos Literários, contribuição da Divisão de Manuscritos, apresenta o poema satírico “Os Arlequins”, de Machado de Assis.

Datado de 1864, o poema foi incluído no livro “Crisálidas”, publicado no mesmo ano. Segundo o historiador e crítico literário Brito Broca, Machado de Assis, principalmente nos primeiros anos de sua carreira jornalística, foi muito atento a questões políticas, sendo “Os Arlequins” um dos poemas em que isso mais se evidencia. O alvo seria d. Pedro II, uma vez que o epíteto “régio saltimbanco”, mencionado na terceira estrofe, foi usado em campanhas republicanas – tornou-se, inclusive, o título de um panfleto do jornalista Antônio de Fontoura Xavier, publicado em 1887. No entanto, objetivamente, o poema de Machado de Assis se referia ao imperador romano Nero, de quem se conta que gostava de se apresentar publicamente tocando lira.

“Como aos olhos de Roma,
– Cadáver do que foi, pávido império
De Caio e de Tibério, –
O filho de Agripina ousado assoma;
E a lira sobraçando,
Ante o povo idiota e amedrontado,
Pedia, ameaçando,
O aplauso acostumado;

E o povo que beijava
Outrora ao deus Calígula o vestido,
De novo submetido
Ao régio saltimbanco o aplauso dava.”

 

arlequins

 

O próprio Machado de Assis se encarregou de explicar, numa nota da primeira edição de “Crisálidas”, que não procurou fazer uma sátira pessoal. Segundo ele, “a sátira abrange uma classe que se encontra em todas as cenas políticas, – é a classe daqueles que, como se exprime um escritor, depois de darem ao povo todas as insígnias da realeza, quiseram completar-lha, fazendo-se eles próprios os bobos do povo.”

O manuscrito do poema “Os Arlequins”, datado e assinado pelo autor, se encontra sob a guarda da Divisão de Manuscritos e pode ser consultado na íntegra na BN Digital:

http://objdigital.bn.br/…/mss_I_07_10_0…/mss_I_07_10_043.pdf

#FBNnamidia #BibliotecaNacional #FBN #MachadodeAssis #arlequins #carnaval #sátira

FBN | 16 de fevereiro de 1923: é aberta a tumba de Tutankhamon

fevereiro 16, 2017

tut1

O tesouro de Tutankhamon, considerado um dos maiores achados arqueológicos da História, foi encontrado por Howard Carter, em novembro de 1922. A abertura oficial da câmara funerária, todavia, aconteceu apenas meses depois, em 16 de fevereiro de 1923.

 

tutank
Em homenagem à data, a Fundação Biblioteca Nacional disponibiliza a reportagem da revista O Malho sobre a maldição dos Pharaós (http://bit.ly/2kWASvZ) e a matéria da revista Careta sobre a descoberta de novas preciosidades na tumba do antigo líder egípcio (http://bit.ly/2lnFZpi).

#FBN #Tutancâmon #Tutankamon #Tutankhamon #BibliotecaNacional #FBN

Brasiliana Fotográfica | O Navio-Escola Benjamim Constant

fevereiro 16, 2017

 

Faina de arriar um escaler no Cruzador Benjamin Constant

Faina de arriar um escaler no Cruzador Benjamin Constant

 

A Brasiliana Fotográfica selecionou registros do Navio-Escola Benjamim Constant que pertencem ao acervo da Diretoria do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, um dos integrantes do portal. As fotografias foram produzidas por H & J Tourte Éditeurs, em 1906. Com um artigo do pesquisador da DPHDM, o Capitão de Corveta (T) Carlos André Lopes da Silva, os leitores poderão conhecer a história do navio.

 

Um grupo de marinheiros do Cruzador Benjamin Constant

Um grupo de marinheiros do Cruzador Benjamin Constant

 

O Commandante e um grupo de Officiaes do Cruzador Benjamin Constant

O Commandante e um grupo de Officiaes do Cruzador Benjamin Constant

 

Leia mais em: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=7817

 

 

FBN | 15 de Fevereiro de 1564: nasce Galileu Galilei

fevereiro 15, 2017

gal1

Nascido em 15 de fevereiro de 1564, Galileu Galilei foi um físico, matemático e astrônomo italiano. Entre suas famosas contribuições, estão o estudo do movimento pendular, o desenvolvimento dos fundamentos da mecânica e o aprimoramento da observação astronômica. Para muitos estudiosos, a vida e a obra de Galileu constituem elementos imprescindíveis para a compreensão da revolução científica que mudou o pensamento ocidental no período pós-Reforma.

A revista ‘Eu sei tudo’, em julho de 1918, publicou uma matéria estampando a imagem de Galileu, com o título “História da Terra e da Humanidade – A Formação e Composição da Terra”. Para ter acesso à publicação, visite: http://memoria.bn.br/docreader/164380/2034

Conheça outras edições da Revista ‘Eu sei tudo’ na Hemeroteca Digital, disponível em: bndigital.bn.br/hemeroteca-digital/

#GalileuGalilei #FBN #BN #BibliotecaNacional #EuSeiTudo

FBN | Série Verão Carioca – A Inclemente Canicula

fevereiro 14, 2017

ver1

Em 10 de fevereiro de 1917, a Revista Careta publicou uma reportagem sobre a semana de insolações no Rio de Janeiro. Na abertura da reportagem, é dito que “O assumpto palpitante e em fóco na semana passada foi o calor asphyxiante que pesou sobre esta cidade, causticada por um sol senegalesco.”.

No decorrer da matéria, são exibidas imagens que ilustram a alegria dos “não insolados”, o socorro prestado a quem passou mal e a “guerra ao casaco”, declarada frente à alta temperatura.

ver2 ver3 ver4

 

Acesse à edição da Revista Careta em: http://memoria.bn.br/docreader/083712/17505

#Calor #VerãoCarioca #RevistaCareta #FBN #FundaçãoBibliotecaNacional #BibliotecaNacional

FBN | 13 de fevereiro – Dia Mundial do Rádio

fevereiro 13, 2017

radio

Comemorado em 13 de fevereiro, o Dia Mundial do Rádio lembra o início das transmissões da Rádio ONU, em 1946. Para a UNESCO, o rádio é a salvação da comunicação em tempo de emergências e desastres, já que o mundo passa por crescentes casos de conflitos, guerras, enchentes, terremotos, incidentes nucleares e também epidemias.

Em homenagem ao Dia Mundial do Rádio, a Biblioteca Nacional resgata a memória da inauguração da Rádio Nacional.

Criada em 12 de setembro de 1936, durante o governo de Getúlio Vargas, a Rádio Nacional, atual “Rádio Nacional do Rio de Janeiro”, foi uma das pioneiras na exploração radiofônica organizada empresarialmente, influenciando hábitos, gostos e comportamentos. Entre os muitos programas transmitidos pela emissora, destacam-se as radionovelas, os esquetes de humor e o radiojornalístico Repórter Esso.

Para ler a reportagem sobre a inauguração da Rádio Nacional, acesse: http://memoria.bn.br/DocReader/348970_03/34940

#FBNnamidia
#bibliotecanacional
#fundacaobibliotecanacional