Archive for the ‘Pesquisa’ Category

FBN | Novidade: Aplicativo da Biblioteca Nacional

agosto 22, 2017

Buscando ampliar e facilitar o acesso a seu acervo – cuja consulta já é possível a partir dos catálogos referenciais disponibilizados no portal www.bn.gov.br –, a Biblioteca Nacional (BN) está lançando aplicativo gratuito para as plataformas Android e IOS. O novo sistema permite que pesquisadores, estudantes, professores e o público em geral consultem o acervo da instituição a partir de dispositivos móveis – celulares e tablets.

O aplicativo oferece recursos de busca por título da obra, nome do autor e assunto; também é possível filtrar pelo tipo material – álbum, atlas, CD, DVD, disco, dissertação, gravura, livro etc. –, bem como pelo acervo no qual a obra está registrada, de acordo com classificação das obras no sistema da BN – Ausentes, Cartografia, Iconografia, Obras Raras, Manuscritos, Música, Periódicos, Periódicos Raros, Referência e Testes e Dissertações. Por fim, o usuário pode marcar a opção de busca apenas por objetos que possuem conteúdo digital associado.

A tela de resultados exibe uma lista de obras que coincidem com os critérios de busca e filtro estabelecidos pelo usuário. Cada objeto pode ser acessado individualmente, oferecendo ao usuário todas as informações técnicas sobre a obra cadastrada.

Liana Amadeo, Coordenadora Geral do Centro de Processamento e Preservação da Biblioteca Nacional, resume a importância do novo aplicativo: “a Biblioteca Nacional ficou ainda mais acessível para estudantes e pesquisadores. Isso corta as amarras: você tem a Biblioteca Nacional literalmente na palma da mão”.

Baixe agora e conheça mais essa maneira de navegar pela BN:

Android:

https://play.google.com/store/apps/details…

Iphone:

https://itunes.apple.com/…/biblioteca-naciona…/id1270261558…

FBN I História – 18 de Julho de 1841: Coroação do Imperador Dom Pedro II

julho 18, 2017
D. Pedro II - Coleção Thereza Christina Maria

D. Pedro II – Coleção Thereza Christina Maria

Aos 15 anos de idade, depois de uma manobra que oficializou a redução da sua maioridade, D. Pedro II foi coroado, em cerimônia solene, Imperador do Brasil.

O jornal Diário do Rio de Janeiro, na edição 00157, de 19 de julho de 1841 publicava a seguinte nota:

18 de julho – A SAGRAÇÃO E COROAÇÃO DO SENHOR D. PEDRO II

Teve logar a cerimônia augusta, a solemne invocação da divindade para que se digne derramar os thesouros de sua infinita bondade sobre o reinado do Sr. D. Pedro 2º, aclamado em 7 de abril de 1831 imperador do Brasil o seu defensor perpétuo; a consagração religiosa é um acto importante para o christão; a política fria e severa não a desdenha, pelo contrário a applaude e preside a ella…

 

Leia a matéria na integra: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=094170_01&PagFis=24242

Foto: Paris [França : [s.n.], 1890]. Busto do Imperador idoso, voltado para a esquerda.

 http://objdigital.bn.br/objdigital2/acervo_digital/div_iconografia/icon852419/icon852419.jpg

 

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬

FBN | Perfil: Eduardo da Cruz e o discurso feminista nos periódicos da colônia portuguesa no início do século XX

julho 17, 2017

Em tempos como o nosso, no qual as correntes migratórias e a luta feminista por direitos e visibilidade são assuntos cotidianos e estão em debate na mídia, o pesquisador Eduardo da Cruz, bolsista do Programa de Apoio à Pesquisa da Biblioteca Nacional 2016, propõe-se a dar visibilidade ao discurso feminista das mulheres de imigrantes portugueses no início do século XX, publicado em periódicos que eram mantidos pela colônia portuguesa no Brasil.

 

A Biblioteca Nacional, repositório da memória brasileira, guarda um importante acervo de periódicos, do qual fazem parte inúmeros jornais e revistas criados por imigrantes portugueses desde o século XIX, muitos dos quais ainda não foram analisados e devidamente divulgados.

Para saber mais sobre sua pesquisa, acesse: https://www.bn.gov.br/…/eduardo-cruz-discurso-feminista-nos…

FBN | Documentos Literários: Josephina Álvares de Azevedo, jornalista e dramaturga

março 24, 2017

No mês de março, dedicado à luta das mulheres pela igualdade de direitos, a Série Documentos Literários, contribuição da Divisão de Manuscritos, dá destaque a Josephina Álvares de Azevedo, precursora do movimento feminista no Brasil.

Natural de Pernambuco, onde nasceu em 1851, Josephina era prima – ou, segundo alguns biógrafos, meio-irmã — do poeta Manuel Antônio Álvares de Azevedo. Não existe muita informação sobre seus primeiros anos; a pesquisadora Valéria Souto-Maior afirma que teria vivido no Recife até 1878, quando se mudou para São Paulo. Em 1888, começou a publicar o jornal “A Família”, dedicado à educação da mulher. Era voltado principalmente para as mães de família, que, segundo Josephina, precisavam se instruir a fim de poder formar bons cidadãos.

 

a familia

 

De periodicidade semanal, o jornal foi publicado em São Paulo durante alguns meses, depois se transferiu para o Rio de Janeiro. Com a proclamação da República, passou a defender o voto feminino, frequentemente apontando o atraso do Brasil, em relação a outros países. Josephina Álvares de Azevedo foi especialmente crítica em relação a Benjamim Constant e às ideias positivistas, às quais atribuiu o decreto que impedia o acesso das mulheres ao ensino superior.

Em 1890, quando o pedido de alistamento de uma mulher — Isabel de Matos — no Colégio Eleitoral foi negado por um parecer do ministro Cesário Alvim, Josephina escreveu uma peça intitulada “O Voto Feminino”, que foi encenada no Teatro Recreio Dramático, no Rio de Janeiro. Também foi autora de contos, poemas e, principalmente, artigos, que reuniu e publicou sob a forma de coletâneas.

O periódico “A Família” continuou a circular, quase ininterruptamente, até 1897, contando com a colaboração de mulheres de várias partes do Brasil. Segundo a pesquisadora Karine da Rocha Oliveira, isso tornou possível conhecer a produção literária e o avanço no ideário e nos esforços para a emancipação feminina em outros lugares que não o Rio de Janeiro.

A Divisão de Manuscritos possui uma carta de Josephina Álvares de Azevedo, na qual oferece ao destinatário uma assinatura do jornal “A Família”. O documento pertence à Coleção Galvão.

 

SAMSUNG CSC

 

O periódico “A Família” está digitalizado e pode ser consultado no link da Biblioteca Digital:
http://memoria.bn.br/DocReader/379034/390

Recomendamos ainda o trabalho da pesquisadora Karine da Rocha Oliveira, realizado em 2009, com o apoio do Programa Nacional de Apoio à Pesquisa da Biblioteca Nacional – PNAP e disponível online: http://bit.ly/2nPZuZG

 

#FBNnamidia #FBN #bibliotecanacional #BN #biblioteca #diadamulher#história

FBN | Perfil: Carlos Ziller e as viagens interplanetárias na literatura europeia

março 16, 2017

 

Uma viagem pelo espaço sideral de carona na imaginação de um missionário jesuíta da época do Brasil colonial. Eis o tema a ser investigado pelo pesquisador residente Carlos Ziller Camenietzki, bolsista do Programa de Residência em Pesquisa na Biblioteca Nacional na edição 2016.

 

 

O tema das viagens interplanetárias foi recorrente na literatura europeia do século XVII, com a publicação de diversas obras de ficção e de reflexão filosófica. Em boa parte, esses livros foram escritos por astrônomos e por gente interessada em Astronomia, gerando, inclusive, algumas obras clássicas, fruto de um cenário literário que então florescia na Europa.


Leia mais em: http://www.bn.gov.br/acontece/noticias/2017/03/carlos-ziller-viagens-interplanetarias-literatura

#FBNnamidia #FBN #bibliotecanacional #BN#biblioteca
#pesquisa #viagensinterplanetárias #europa

FBN I História -16 de julho de 1696, fundação da cidade de Mariana – MG

julho 16, 2016
Acervo Biblioteca Nacional

Acervo Biblioteca Nacional

Liderados por Salvador Fernandes Furtado de Mendonça, bandeirantes paulistas encontraram ouro em um rio batizado de Ribeirão Nossa Senhora do Carmo, em 16 de julho de 1696. Às margens desse rio, nasceu um arraial que, pouco tempo depois, transformou-se num dos principais fornecedores do minério para Portugal, tornando-se, ainda, a primeira vila criada na então Capitania de São Paulo e Minas de Ouro.

Primeira vila, primeira capital, sede do primeiro bispado e primeira cidade a ser projetada em Minas Gerais, a história de Mariana, imersa num contexto de descobertas, religiosidade, expressão artística e busca por ouro, é marcada, também, pelo pioneirismo de uma região que resiste aos séculos, conservando a memória do Brasil Colonial. (fonte:  http://www.pmmariana.com.br/historico).

 

Augusto Riedel - "Cidade episcopal de Marianna"

Augusto Riedel – “Cidade episcopal de Marianna”

Para saber mais sobre a cidade, acesse: http://www.pmmariana.com.br/

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬

FBN I 16 de julho de 1756, nasce José da Silva Lisboa, o Visconde de Cairú

julho 16, 2016

icon1396387

 

Nascido em 16 de julho de 1756, na cidade de Salvador, José da Silva Lisboa, também conhecido como o Visconde de Cairú, é reconhecido como o primeiro economista brasileiro. Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, em 1779, escreveu obras científicas, literárias e políticas, dentre as quais estão o tratado de Direito Mercantil, publicado em 1801, e os “Princípios de Economia Política”, escrito em 1804. Além disso, José da Silva Lisboa contribuiu com muitos periódicos, no sentido de orientar a favor da causa da independência nacional. Amigo de Dom Pedro I, o economista tomou parte ativa no movimento político que levou à emancipação do Brasil e à fundação do Primeiro Reinado, sendo agraciado, após o estabelecimento do Império, com o título de Visconde de Cairú.

A Biblioteca Nacional, por meio da BNDigital, oferece aos leitores, inteiramente digitalizado, os livros “Introdução a historia dos principais sucessos politicos do Imperio do Brasil“, “Manual de politica orthodoxa” e “Razões dos lavradores de vice-reinado de Buenos Ayres para a franqueza do commercio com os inglezes contra a representação de alguns commerciantes e resolução do governo. Com appendice de observações e exame dos effeitos do novo regulamento nos interesses commerciaes do Brasil” para consulta ou download. Não deixe de visitar nosso acervo em: http://bndigital.bn.br/acervodigital/

Clique para acessar o or1466192.pdf

Clique para acessar o or176252.pdf

Clique para acessar o mss1427832.pdf

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬

 

 

FBN I História – 16 de julho de 1934 – Promulgada a Constituição de 1934

julho 16, 2016
Jornal do Recife 16/07/1934

Jornal do Recife 16/07/1934

Dia 18 de julho de 1934, o “Jornal do Recife trazia estampada em sua primeira página a seguinte notícia:

O Brasil sob o regime da Lei – Foi promulgada a  Constituição e eleito o presidente da República, recahindo a escolha, por grande maioria  de votos, no Sr. Getúlio Vargas.

Rio, 17 – A cidade amanheceu hontem sob um aspecto de anciedade, á espera da assinatura do importante documento nacional, que ha tempo vêm sendo discutido pela Assembleia Nacional Constituinte.

Logo cêdo acantonavam-se deante do Palácio Tiradentes vários contingentes militares, inclusive uma companhia dos fuzileiros navais, envergando todos uniforme de grande gala.

Pouco antes do meio dia, já se notava a presença de innúmeras pessoas naquelle edifício.

Essa seção solene de promulgação da Carta Magna do paiz foi presidida pelo sr. Antônio Carlos.  Somente ás 17:40 terminaram os constituintes a sua assinatura e, logo depois, todos de pé, a convite do presidente da casa, ouviram o acto de promulgação, enquanto uma bateria solenizava o acto com uma salva de 21 tiros e soavam os sinos de todas as igrejas.

Ao terminar o acto, que foi verdadeiramente emocionante, todas as estações de rádio-diffusão tocavam o hymno nacional, que de pé foi ouvido por todos os presentes.  

Leia a matéria na integra.

Leia o texto da Constituição de 1934.

Leia o que outros jornais registraram sobre a Constituição em 1934 na Hemeroteca Digital Brasileira

Jornal do Recife 16/07/1934

Jornal do Recife 16/07/1934

 

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬

 

FBN I Editais – Programas de apoio à pesquisa abrem inscrições de 1º a 22 de agosto

julho 5, 2016

cobertura-2645-editais-programas-apoio-pesquisa-abrem-1o-22

A Biblioteca Nacional divulgou nesta segunda-feira, dia 4 de julho, os editais do Programa de Residência em Pesquisa e do Programa de Apoio à Pesquisa para o exercício 2016. As inscrições ficarão abertas de 1º a 22 de agosto de 2016.

Continue lendo e acesse os editais:
https://www.bn.br/…/editais-programas-apoio-pesquisa-abrem-…

Dúvidas podem ser tiradas por email: pesquisa@bn.gov.br

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬