Posts Tagged ‘1909’

FBN | 9 de setembro de 1909 – morre Guimarães Passos

setembro 9, 2017
guimarães passos

Guimarães Passos [Acervo Iconográfico]

Sebastião Cícero Guimarães Passos, poeta e jornalista, nasceu em Maceió – Alagoas, no dia 22 de março de 1867.

Quando foi para o Rio de Janeiro, entrou para a redação dos jornais, fazendo parte do grupo de Paula Ney, Olavo Bilac, Coelho Neto, José do Patrocínio, Luís Murat e Artur Azevedo. Colaborou com a Gazeta da Tarde, a Gazeta de Notícias e A Semana. Nas suas colunas publicava crônicas e versos. Nos vários lugares em que trabalhou, escrevia também sob pseudônimos: Filadelfo, Gill, Floreal, Puff, Tim e Fortúnio.

Com a declaração da revolta de 6 de setembro de 1893, aderiu ao movimento. Fez parte do governo revolucionário instalado no Paraná, e lutou contra Floriano Peixoto. Vencida a revolta, conseguiu fugir. Exilou-se em Buenos Aires durante 18 meses e colaborou nos jornais La Nación e La Prensa, fazendo conferências sobre temas literários relacionados ao Brasil.

Guimarães Passos foi também humorista na sua colaboração para O Filhote, reunida depois no livro Pimentões, que publicou em parceria com Olavo Bilac. Ao tratar de Versos de um simples, José Veríssimo viu nele o “poeta delicado, de emoção ligeira e superficial, risonho, de inspiração comum, mas de estro fácil, como o seu verso, natural e espontâneo, poeta despretensioso, poeta no sentido popular da palavra”.

Em 1896, de volta do exílio, foi um dos primeiros poetas chamados para formar a Academia Brasileira de Letras. Guimarães Passos faleceu em Paris, França, no dia 9 de setembro de 1909. (Fonte: ABL)

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Anúncios

FBN | 9 de fevereiro de 1909: nasce Carmen Miranda

fevereiro 9, 2017
carmen1

Revista “A Scena Muda” – 02/02/1935

 

Nascida em 9 de fevereiro de 1909,  na cidade de Marco de Canavazes, Portugal, Maria do Carmo Miranda da Cunha, mais conhecida como Carmen Miranda, foi uma atriz e cantora luso-brasileira. Com apenas 10 meses de vida, chegou ao Rio de Janeiro na companhia de seus pais e de sua irmã Olinda, indo morar no bairro de São Cristóvão.

No mundo da música, sua consagração veio a partir de “Tá hi”, de Joubert de Carvalho, que lhe deu os títulos de Rainha do Disco e A Maior Cantora Popular Brasileira. Posteriormente, firmou contratos com rádios e gravadoras, chegando, ainda, a cantar nos cassinos Copacabana, Atlântico e da Urca. Como atriz, participou de filmes como “Alô, Alô”, “Serenata Tropical”, “Uma noite no Rio” e “Morrendo de Medo”.

Conheça mais sobre Carmen Miranda explorando a Hemeroteca Digital, disponível em: bndigital.bn.br/hemeroteca-digital/

#CarmenMiranda #FBN #BN #BibliotecaNacional #HemerotecaDigital