Posts Tagged ‘Brasil colônia’

FBN | Perfil: Eduardo da Cruz e o discurso feminista nos periódicos da colônia portuguesa no início do século XX

julho 17, 2017

Em tempos como o nosso, no qual as correntes migratórias e a luta feminista por direitos e visibilidade são assuntos cotidianos e estão em debate na mídia, o pesquisador Eduardo da Cruz, bolsista do Programa de Apoio à Pesquisa da Biblioteca Nacional 2016, propõe-se a dar visibilidade ao discurso feminista das mulheres de imigrantes portugueses no início do século XX, publicado em periódicos que eram mantidos pela colônia portuguesa no Brasil.

 

A Biblioteca Nacional, repositório da memória brasileira, guarda um importante acervo de periódicos, do qual fazem parte inúmeros jornais e revistas criados por imigrantes portugueses desde o século XIX, muitos dos quais ainda não foram analisados e devidamente divulgados.

Para saber mais sobre sua pesquisa, acesse: https://www.bn.gov.br/…/eduardo-cruz-discurso-feminista-nos…

FBN | 28 de janeiro de 1808 – Decretada a Abertura dos Portos às Nações Amigas

janeiro 28, 2017

cart
Há 209 anos, D. João VI, Rei de Portugal, enviou carta ao Conde da Ponte, admitindo nas alfândegas do Brasil toda e qualquer mercadoria estrangeira, ao mesmo tempo que permitia a exportação de produtos da terra, à exceção do pau-brasil, para os países que estivessem em paz com a Coroa portuguesa.

Para saber mais detalhes sobre o contexto histórico acesse: http://bit.ly/2jn3Pgm

A Fundação Biblioteca Nacional tem em seu acervo a carta original, veja a foto ou acesse na íntegra:http://bit.ly/2kBO6Ll

#FBN #BibliotecaNacional #AberturadosPortos #D.JoãoVI

FBN | Série Documentos Literários – Relato dos festejos de aclamação de D. João VI

dezembro 16, 2016
don-john

A Série Documentos Literários, colaboração da Divisão de Manuscritos, recorda o aniversário de 201 anos de criação do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves.

 
Com a derrota final de Napoleão, o Congresso de Viena, que teve lugar em 1815, determinou que as monarquias depostas pelo imperador dos franceses voltassem aos seus tronos. A família real portuguesa, porém, estava no Brasil, o que configurava uma irregularidade, visto que o Congresso só reconhecia Lisboa como sede do reino.
 
Para tentar contornar a situação, D. João, que então era Príncipe Regente, promulgou, em 16 de dezembro de 1815, uma Carta de Lei que elevou o Brasil à categoria de “Reino Unido a Portugal e Algarves”. Isso deveria equiparar o Rio de Janeiro a Lisboa na qualidade de sede da Corte. A solução, porém, não agradou aos portugueses, e a pressão aumentou nos anos seguintes, com rixas políticas, movimentos e revoluções. As tensões culminaram com o regresso de D. João à Europa, em 1821, e a independência do Brasil, em 1822.
 
O documento da série traz o relato dos festejos de aclamação de D. João, não mais na qualidade de Príncipe, mas na de Rei do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Isso porque sua mãe, D. Maria I, já havia falecido à época da cerimônia, que foi adiada por conta da turbulência política e só teve lugar em fevereiro de 1818. A obra, que traz o carimbo da Real Biblioteca, inclui várias odes e poemas em homenagem a D. João VI, compilados por Bernardo Avelino Ferreira e Sousa, oficial da Secretaria da Intendência Geral da Polícia. A impressão e distribuição foram feitas por iniciativa da mesma Intendência, com a finalidade de perpetuar a memória dos festejos.
 
A obra está sob a guarda da Divisão de Obras Gerais da Biblioteca Nacional e pode ser consultada na íntegra pela BN Digital, no link: http://bit.ly/2h8sKE8
 
#bibliotecanacional
#fundacaobibliotecanacional
#fbnnamidia