Posts Tagged ‘dia do físico’

FBN | 19 de maio: Dia Mundial do Físico

maio 19, 2017

No Dia instituído pela ONU como Dia do Físico, a Fundação Biblioteca Nacional presta uma homenagem a esses pesquisadores na figura de René Just Haüy, o Abade Haüy, pioneiro em vários campos das Ciências naturais.
 
Nascido em Saint-Just-en-Chaussée, França, a 28 de fevereiro de 1743, era de família humilde e só pôde estudar graças à ajuda de parentes e amigos e à proteção dos religiosos da Abadia de Saint-Just. Ordenou-se padre e foi nomeado cônego da Catedral de Notre Dame de Paris, passando a ser conhecido como Abade Haüy, embora não seguisse a vida clerical. Seu primeiro interesse científico foi pela área da Botânica, mas logo se voltaria para a Mineralogia, especialmente o estudo das formas assumidas pelos cristais, as quais – ele notou – não eram aleatórias, mas seguiam um padrão geométrico. De seus estudos derivaram as chamadas Leis de Haüy ou da Racionalidade dos Índices. As descobertas foram logo reconhecidas por expoentes científicos daquela época, e o Abade conquistou um lugar na prestigiada Academia de Ciências da França.
 
Além da Mineralogia, Haüy efetuou importantes estudos na área da Piroeletricidade, conduzindo estudos pioneiros. Sua vida dedicada à ciência sofreu, contudo, um forte abalo na época da Revolução Francesa, quando foi perseguido, assim como outros clérigos; chegou a ser preso e a ter seus livros e coleções destruídos, e só se livrou da pena capital por influência de seu antigo aluno Geoffroy Étienne de Saint-Hilaire. Mais tarde, foi nomeado professor de Mineralogia no Museu Nacional de História Natural. Seu trabalho influenciou muitos pesquisadores, inclusive José Bonifácio de Andrada e Silva, que estudou Geologia e Metalurgia em Paris.
 
Com a Restauração do governo francês, Haüy foi exonerado de seus cargos. Morreu na pobreza, em Paris, a 3 de junho de 1822, sem no entanto ter perdido o respeito por parte de seus pares e da sociedade. Deixou vários livros científicos, entre os quais o “Tratado Elementar de Física”, publicado em duas partes na França (1803 e 1806), o qual, traduzido, sairia no Brasil pela Impressão Régia, em 1810.
 
A Biblioteca Nacional possui um exemplar, que está sob a guarda da Divisão de Obras Gerais. A obra foi digitalizada e pode ser consultada através desse link:
 
 
#FBN #BN #BibliotecaNacional #FundaçãoBibliotecaNacional #DiaMundialdoFísico