Posts Tagged ‘FBN na mídia’

FBN | 19 de setembro de 1956: sancionada a lei que autoriza transferir a Capital Federal para Brasília

setembro 19, 2017

No dia 19 de setembro de 1956 foi decretada e sancionada a lei que autorizou a mudança da Capital Federal para a região do Planalto Central, em Brasília.

Pouco tempo depois, no dia 22 de setembro, o jornal Diario de Noticias publicou a seguinte matéria:

“MUDANÇA DA CAPITAL PARA O PLANALTO CENTRAL DE GOIÁS

DENOMINAR-SE-Á BRASÍLIA A NOVA SEDE DO GOVÊRNO

[…] A nova lei dá o nome de <<Brasilia>> à nova Capital Federal e determina que o Poder Executivo estabelecerá a forma de extinção da Comissão de Planejamento da Construção e da Mudança da Capital Federal, depois de transferidos os contratos por ela celebrados com terceiros para a responsabilidade da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil.”

paint

Diario de Noticias. Ano 1956\Edição 10392. [Acervo Hemeroteca Digital]

Leia a reportagem na íntegra acessando: http://memoria.bn.br/docreader/093718_03/53827

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Anúncios

FBN | 19 de setembro – Dia Nacional do Teatro

setembro 19, 2017

No dia 19 de setembro é comemorado o Dia Nacional do Teatro. Em homenagem a essa celebração, a Biblioteca Nacional homenageia três grandes teatros brasileiros: Teatro Amazonas, Theatro Municipal do Rio de Janeiro e Theatro Municipal de São Paulo.

teatro amazonas

Manáos: Theatro Amazonas. 1909. [Acervo Iconográfico]

O Teatro Amazonas, desde a sua inauguração em 1896, viu apresentar-se no seu palco todo tipo de espetáculo: óperas, operetas, musicais, peças de teatro, shows de cantores líricos e populares, festivais, grupos de dança, bandas de música, corais, orquestras e tantos outros. Mas além de casa de espetáculos, ele é um lugar de referências fundamentais para a cidade. Nele a função teatro anda de braços dados com a função de lugar de memória, de patrimônio cultural e de museu.

teatro rj

Theatro Municipal do Rio de Janeiro. [Acervo Iconográfico]

Já o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, um dos mais imponentes e belos prédios da cidade, inaugurado em 14 de julho de 1909, é considerado a principal casa de espetáculos do Brasil e uma das mais importantes da América do Sul.  Sua história mistura-se  com a trajetória da cultura do País. Ao longo de pouco mais de um século de existência, o Theatro tem recebido os maiores artistas internacionais, assim como os principais nomes brasileiros, da dança, da música e da ópera.

teatro sp

Theatro Municipal de São Paulo. 192?. [Acervo Iconográfico]

Por fim, o Theatro Municipal de São Paulo surgiu para a cidade como um grande símbolo das aspirações cosmopolitas do início do século 20. Cada vez mais refinada e com mais recursos provenientes do ciclo do café, a alta sociedade paulistana espelhava-se em valores europeus e desejava uma casa de espetáculos à altura de suas posses para receber grandes artistas da música lírica e do teatro. (Fontes: Governo do Estado do Amazonas, Theatro Municipal do Rio de Janeiro e Theatro Municipal de São Paulo)

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional #DiaNacionalDoTeatro

 

FBN | 18 de setembro – Aniversário de Feira de Santana

setembro 18, 2017
feira de santana 2

Mercado na Feira St. Anna. 18? [Acervo Iconográfico]

No começo do século XVIII, o português Domingos Barbosa de Araújo e sua esposa, Ana Brandôa, proprietários da fazenda Santana dos Olhos D’Água, mandaram erigir uma capela sob a invocação de São Domingos e Santana. Ao redor do templo, construíram-se os primeiros casebres de rendeiros e as senzalas. Essas terras, por morte dos proprietários, foram mais tarde julgadas devolutas e incorporadas a Fazenda Nacional. Graças a sua posição geográfica, no limite do recôncavo com os tabuleiros semi-áridos e, portanto, na confluência das zonas da mata e do litoral, a nova aglomeração tornou-se pouso de tropas e dos viajantes que, provenientes do alto sertão baiano e das regiões do Piauí e Goiás, demandavam o porto de Nossa Senhora do Rosário de Cachoeira.

Ainda na primeira metade do século, a povoação começou a constituir centro de permutas e escambos. Daí a formação do arraial de Santana da Feira foi um passo. Do comércio incipiente originou-se pequena feira livre, realizada no primeiro dia da semana. O comércio então estabelecido forçou a abertura de ruas adequadas ao trânsito de feirantes de toda parte. Assim a população cresceu e as lojas foram aparecendo.

Foi esse impulso que levou os habitantes a pedirem a criação do município, o que aconteceu em 1832, com território desmembrado do de Cachoeira. Feira de Santana desempenhou papel importante no movimento federalista de 1832, insurgindo-se contra revolução que irrompera na província da Bahia, e em seu território desenrolaram-se algumas lutas da Sabinada. A grande heroína da independência, Maria Quitéria, nasceu na freguesia de São José das Itapororocas quando esta pertencia ao Município de Cachoeira. (Fonte: IBGE)

Em homenagem ao aniversário da cidade, a Biblioteca Nacional divulga a disponibilidade, para consulta e download, de uma fotografia de Feira de Santana. Você pode acessá-la através do endereço: http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=2371

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional #FeiraDeSantana

 

FBN | Documento da Semana – 18 de Setembro: Dia dos Símbolos Nacionais Brasileiros

setembro 18, 2017
Com a partitura do Hino Nacional, a BNDigital homenageia todos os símbolos nacionais do Brasil: a Bandeira, as Armas, o Selo e o Hinos Nacionais, ícones da identidade de nossa Nação.

O documento é intitulado “Hino nacional brasileiro [Partitura] : 4 vozes mixtas [sic] a cappella”, de autoria de Francisco Manuel da Silva.

Acesse a partitura completa através do link: http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=9232

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

FBN | 17 de setembro de 1808 – publicado o primeiro anúncio brasileiro em jornal

setembro 17, 2017

anuncio 2

Gazeta do Rio de Janeiro. [Acervo Hemeroteca Digital]

Há exatos 209 anos, foi publicado na Gazeta do Rio de Janeiro aquele que é considerado por muitos especialistas o primeiro anúncio brasileiro em jornal. Com o título “Annuncio”, Anna Joaquina da Silva oferecia “uma morada de casas de sobrado com frente para Santa Rita”.

anuncio

Gazeta do Rio de Janeiro. [Acervo Hemeroteca Digital]

Acesse o jornal na íntegra: http://memoria.bn.br/docreader/749664/9

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

FBN | 16 de setembro de 1947 – Oswaldo Aranha é eleito presidente da Assembleia Geral da ONU

setembro 16, 2017

Há 70 anos, Oswaldo Aranha foi eleito presidente da Assembleia Geral da ONU. No mesmo dia, o jornal A Noite estampava em sua capa a seguinte manchete:

“Oswaldo Aranha falará hoje na assembléia da O.N.U.

Pediu que fosse retirada sua candidatura à presidência, mas os demais delegados latino-americanos insistiram em mantê-la – Como está dividida a votação – A posição do Brasil na Assembléia: “é de fidelidade às suas tradições, no sentido de subordinar, tanto quanto possível, suas teses à decisão da maioria das nações irmãs da América” – A Rússia continua a usar o direito de veto”

oswaldo aranha

A Noite. Ano 1947\Edição 12671. [Acervo Hemeroteca Digital]

Para ler a matéria na íntegra, acesse: http://memoria.bn.br/docreader/348970_04/48368

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Brasiliana Fotográfica | Novos acervos: Museu da República

setembro 16, 2017
FPft0151(2).JPG

Augusto Malta. Família Passos: Pereira Passos, Maria Rita Passos, Maria Paula Passos de Castro, Francisco de Oliveira Passos, Olímpia Passos e Maria Ernestina T. de Castro, 14 de novembro de 1910. Rio de Janeiro, RJ / Acervo Museu da República

A Reforma Urbana do Rio de Janeiro na Coleção Família Passos

No município do Rio de Janeiro, o primeiro grande projeto de intervenção na configuração espacial e funcional da cidade, após a instauração da República, em 1889, se deu na gestão de Francisco Pereira Passos (1836-1913) como prefeito do Distrito Federal (1902-1906). Passos era um engenheiro experiente e foi nomeado para este cargo pelo presidente Rodrigues Alves (1848 – 1919), que governou o Brasil de 1902 a 1906. Sua missão como prefeito era bem definida: transformar o Rio em uma cidade moderna, cosmopolita e civilizada, digna de ser a capital da jovem república brasileira e atrair para cá visitantes, mão-de-obra imigrante e negócios.

FPft0546.JPG

Augusto Malta. Largo da Carioca, 1903. Rio de Janerio, RJ / Acervo Museu da República

 

Para ver mais imagens e ler mais, acesse: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=8414

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

FBN | 14 de setembro de 1833 – fundação do jornal “O Homem de Côr”

setembro 14, 2017

O tipógrafo Francisco de Paula Brito funda “O Homem de Côr”, primeiro jornal brasileiro a lutar contra a discriminação racial e por maiores possibilidades de ascensão social dos “homens de cor”, mas ainda sem abordar de frente a escravidão. A livraria e tipografia de Paula Brito, situada na Rua da Constituição, no Rio de Janeiro, era ponto de encontro de intelectuais.

o homem de cor

O Homem de Côr. Ano 1833\Edição 00001. [Acervo Hemeroteca Digital]

Pesquise mais sobre o periódico acessando nossa Hemeroteca Digital: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

FBN | 13 de setembro – Dia Nacional da Cachaça

setembro 13, 2017

cachaça

Rótulo. Cachaça Fina: especialidade da Casa Camarinha. 19? [Acervo Iconográfico]

Hoje, dia 13 de setembro, é celebrado o Dia Nacional da Cachaça.

Além de ser uma das bebidas mais populares do Brasil, ela também movimenta o turismo em algumas regiões do País. Obtida com a destilação do caldo de cana-de-açúcar fermentado, o produto é considerado patrimônio histórico e cultural. O Nordeste e alguns Estados do Sudeste são fortes na produção da bebida.

As expressões “cachaça”, “Brasil” e “cachaça do Brasil” são protegidas por lei. O uso desses termos é restrito aos produtores estabelecidos no País, ou seja, qualquer outra aguardente de cana-de-açúcar produzida fora do território brasileiro não pode levar o nome de “cachaça”. (Fontes: Portal Brasil e Planalto)

Em homenagem à comemoração, a Biblioteca Nacional divulga a disponibilidade, para consulta e download, do manuscrito mais antigo presente na BNDigital relacionado à cachaça. O documento é de 1º de agosto de 1808 e se refere à arrematação do subsídio das cachaças. Você pode acessá-lo através do endereço: http://objdigital.bn.br/objdigital2/acervo_digital/div_manuscritos/mss1436001_1448077/mss1444064.pdf

Além disso, também é divulgada a disponibilidade, para consulta e download, de um rótulo intitulado: Cachaça fina: especialidade da Casa Camarinha. Você pode acessá-lo através do link: http://objdigital.bn.br/objdigital2/acervo_digital/div_iconografia/icon1501157/icon1501157.html

Pesquise mais sobre a cachaça em nosso Acervo Digital:  http://bndigital.bn.gov.br/acervodigital

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional #DiaDaCachaça

FBN | 12 de setembro de 1720: criada a Capitania de Minas Gerais

setembro 12, 2017

minas

Com a crescente extração de ouro no interior do Brasil a Coroa Portuguesa criou uma nova capitania. A BNDigital reúne vasta documentação do assunto no Projeto Resgate.

O documento é um acervo documental sobre Minas Gerais no período colônia, reunindo títulos do Arquivo Histórico ultramarino, que integra o Projeto Resgate Barão do Rio Branco da BNDigital.

http://resgate.bn.br/docreader/DocReader.aspx?bib=011_MG&amp%3BPagFis=0

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional