Posts Tagged ‘Fundação Oswaldo Cruz’

Brasiliana Fotográfica | Novos acervos: Casa de Oswaldo Cruz / Fiocruz

agosto 31, 2017
fiocruz 3

Expedição do Instituto Oswaldo Cruz ao Amazonas e Acre: Margem do rio Purus, 1913. Rio Purus, Amazonas / Acervo Casa de Oswaldo Cruz

As imagens aqui apresentadas integram o acervo histórico da Fundação Oswaldo Cruz, instituição de referência internacional na área das ciências biomédicas e cuja trajetória encontra-se intrinsecamente relacionada à formulação, planejamento e execução de políticas públicas de saúde no Brasil. Este acervo encontra-se sob a guarda da Casa de Oswaldo Cruz, unidade da Fiocruz e centro de pesquisa e documentação dedicado à memória, à história das ciências biomédicas e da saúde pública e à educação e divulgação em ciência e saúde.

fiocruz 1

J. Pinto. Curso de Aplicação do Instituto Oswaldo Cruz, 1931. Rio de Janeiro, RJ / Acervo Casa de Oswaldo Cruz

As origens da Fundação Oswaldo Cruz remetem ao Instituto Soroterápico Federal, criado em 1900, no bairro de Manguinhos, no Rio de Janeiro, com o objetivo de produzir soros e vacinas contra a peste bubônica e que, em curto espaço de tempo, já como Instituto Oswaldo Cruz (IOC) em homenagem ao seu primeiro diretor Oswaldo Cruz (1872 – 1917) -, transformou-se no maior centro de medicina experimental da América Latina. O IOC – considerado o primeiro instituto de pesquisa da história do Brasil a trazer contribuições científicas durante um período constante, e o primeiro a dar ao país uma reputação científica internacional -, proporcionou os fundamentos para o desenvolvimento contínuo das ciências biomédicas no Brasil na primeira metade do século XX.

fiocruz 2

J. Pinto. Núcleo arquitetônico original de Manguinhos, 1910. Rio de Janeiro, RJ / Acervo Casa de Oswaldo Cruz

Para continuar lendo, acesse: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=8499

#FBNnamidia #bibliotecanacional #fundacaobibliotecanacional

Anúncios

FBN | Doação do Acervo Jair Pereira Ramalho

março 30, 2017

A Fundação Biblioteca Nacional realizou nesta quinta-feira (30/03) a cerimônia de encaminhamento do acervo pertencente ao médico, professor e pesquisador Jair Pereira Ramalho para a Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Entre os artigos da coleção, estão slides de anatomia, diplomas, correspondências, manuscritos, teses, discursos e centenas de registros fotográficos.

Nascido no Rio de Janeiro, em 1921, Jair Pereira Ramalho foi médico, professor e pesquisador. Após sua graduação em medicina, especializou-se em Clínica Geral e Anatomia. Ramalho também chefiou a equipe do Hospital Carlos Chagas, no Rio de Janeiro, e atuou como médico especialista e regente de cadeiras em diversas faculdades de medicina.

#FBN #FundaçãoBibliotecaNacional #JairPereiraRamalho #Fiocruz #Acervo #Medicina #Pesquisa

FBN I Homenagem – 8 de novembro de 1934, morre o médico, sanitarista e pesquisador Carlos Chagas

novembro 8, 2016
Acervo Biblioteca Nacional

Acervo Biblioteca Nacional

Nascido em 9 de julho de 1879, em Oliveira, Minas Gerais, Carlos Ribeiro Justiniano Chagas ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro em 1897, ainda que o desejo de sua mãe fosse vê-lo formado em Engenharia. Formou-se em 1903, especializando-se no estudo experimental das doenças tropicais, com uma tese sobre Malária, desenvolvida no Instituto Soroterápico Federal ou Instituto de Manguinhos (que, a partir de 1908, passou a ser conhecido como Instituto Oswaldo Cruz).

Em 1907, Carlos Chagas foi para o norte de Minas Gerais para combater a malária entre os trabalhadores da Estrada de Ferro Central do Brasil. O médico permaneceu por dois anos nesta região, onde suas pesquisas o levaram a descobrir uma doença provocada por um protozoário até então desconhecido, que denominou de Trypanosoma cruzi, em homenagem ao seu mestre Oswaldo Cruz. Conhecida popularmente como Doença de Chagas, a Tripanossomíase americana tornou o médico mundialmente famoso, uma vez que, pela primeira vez na história da medicina, um pesquisador conseguiu descrever por completo o ciclo da doença, tendo identificado o vetor, o agente causal, o reservatório doméstico, a doença nos humanos e suas complicações.

Em 1918, o pesquisador foi convidado pelo governo brasileiro para chefiar a campanha contra a epidemia de gripe espanhola, que assolava a então capital federal. O sucesso de sua atuação pesaria decisivamente na escolha de seu nome para dirigir a reforma dos serviços de saúde pública do país, a partir de 1919, dando-lhe o cargo de Designado chefe do Departamento Nacional de Saúde Pública (DNSP). O médico faleceu em 8 de novembro de 1934, aos 55 anos, na cidade do Rio de Janeiro. (Fontes: http://www.canalciencia.ibict.br/notaveis/carlos_chagas.html e http://www.fiocruz.br/ioc/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm…).

A Divisão de Manuscritos da Biblioteca Nacional disponibiliza para consulta diversos documentos relacionados à vida e à época de Carlos Chagas, como a carta endereçada a Afrânio de Melo Franco, presente nesta postagem. Para conhecer melhor a Divisão de Manuscritos, assim como o seu catálogo, acesse: https://www.bn.br/explore/acervos/manuscritos

 

carta chagas

‪#‎FBNnamidia‬
‪#‎bibliotecanacional‬
‪#‎fundacaobibliotecanacional‬

FBN | 6 de outubro de 1940: morre Adolpho Lutz

outubro 6, 2016

Nascido em 18 de dezembro de 1855, no Rio de Janeiro, Adolpho Lutz foi um médico e cientista brasileiro, filho de imigrantes suíços. Estudou medicina em Berna, na Suíça, chegando, também, a frequentar universidades em Estrasburgo (França) e Praga (República Tcheca). De 1893 a 1908, esteve à frente do Instituto Bacteriológico de São Paulo, destacando-se por estar na vanguarda dos processos de implementação das medicinas pasteuriana e “tropical” em proveito da saúde pública. A partir de 1908, ingressou no Instituto Oswaldo Cruz, onde realizou estudos sobre esquistossomose, hanseníase, doenças dermatológicas, entre outros males.

Para saber mais sobre Adolpho Lutz, visite: http://www.bvsalutz.coc.fiocruz.br/

Conheça, também, a BNDigital: http://bndigital.bn.br/acervodigital

#FBNnamidia
#bibliotecanacional
#fundacaobibliotecanacional