Posts Tagged ‘publicações’

Não é só um dia, é Poesia Sempre na FBN

março 21, 2014

Poesia Sempre

foi idealizada e criada pelo primeiro presidente da
Fundação Biblioteca Nacional, o poeta Affonso Romano de
Sant`Anna. Seu primeiro editor foi o poeta e ensaísta Antônio
Carlos Sechin, que assim a apresentou aos seus leitores no primeiro número, lançado em janeiro de 1993:
Poesia Sempre: porque é sempre possível falar de poesia e
fazê-la através da voz dos poetas, mesmo que os tempos
não sejam a ele propícios, ou exatamente por isso.
Poesia Sempre: um espaço onde todas as tendências
venham a ter vez, com o requisito único da qualidade. Avessa a ser
porta-voz de um grupo, de uma ideologia política ou
literária, dos papos de papas e seitas que supõem deter a
verdade do verbo, Poesia sempre deseja que em suas páginas ressoem a polifonia, a pluralidade.”

ImagemImagem

Em 20 anos, foram publicados 36 volumes, 26 dos quais dedicados a poesias nacionais – os primeiros dez números trataram da poesia latino-americana, portuguesa, norte-americana, alemã, francesa, italiana, espanhola, israelense, britânica e russa. 
A revista é ilustrada com desenhos e estampas do acervo iconográfico da Biblioteca Nacional.
Ainda em março, será lançado o número 37, voltado à poesia indígena no Brasil. Uma proposta que, segundo o editor desse número, o poeta Afonso Henriques Neto, “apresenta o viés (…) corajoso, de propugnar pela inserção dos cantos ameríndios na história da poesia brasileira.”

Unesco premia pesquisador apoiado pela Biblioteca Nacional

março 21, 2012

João Baptista de Medeiros Vargens, professor de língua e cultura árabe da UFRJ, foi um dos ganhadores do Prêmio Sharjah, oferecido pela Unesco. Ele recebeu  o prêmio no dia 27 de fevereiro, na sede da UNESCO, em Paris.

No ano passado, João Baptista editou o Dicionário Árabe-Português, de Alphonse Nagib Sabbagh, numa coedição da editora Almádena e da Fundação Biblioteca Nacional. A obra tem 768 páginas e cerca de 60 mil verbetes, num livro de capa dura que prestigia o árabe, idioma oficial em 22 países.

Tradutor, editor e escritor, João Baptista estuda aspectos da presença árabe e islâmica no Brasil. Seu compromisso na transmissão de uma imagem positiva dessa civilização e o grande empenho no intercâmbio entre o Mundo Árabe e o país resultaram na escolha de seu nome pela premiação cedida pela Unesco.

Todos os anos, o Prêmio Sharjah é oferecido a uma personalidade nascida em país árabe e a outra de qualquer nacionalidade que tenham contribuído para difusão e desenvolvimento da cultura árabe no mundo. Seu objetivo é promover um maior conhecimento entre diferentes povos e novas trocas culturais.