Posts Tagged ‘Saint Hilaire’

FBN | Documentos Literários – Um Livro de Viagens de Saint-Hilaire

dezembro 9, 2016

0001

A Série Documentos Literários, contribuição da Divisão de Manuscritos, vem apresentar um dos livros de Auguste de Saint-Hilaire, em cuja homenagem a Biblioteca Nacional preparou a exposição “Saint-Hilaire e as Paisagens Brasileiras”.

A literatura de viagem tem raízes na Antiguidade e produziu obras como as Histórias de Heródoto (séc. V a. C.) e Viagem a Roma, de Flávio Josefo (séc. I de nossa era). Continuou ao longo da Idade Média, que nos legou, entre muitos outros, os relatos de Marco Polo (séc. XIII) e do explorador magrebino Ibn Battuta (séc. XIV).  No entanto, foi a partir da Era dos Descobrimentos que esse tipo de relato se consagrou como gênero literário, compreendendo desde a correspondência e os registros oficiais até os relatos de exploradores e as aventuras baseadas em fatos reais, como Robinson Crusoe, de Daniel Defoe (1719), inspirada no relato do náufrago escocês Alexander Selkirk.

Muitos exploradores e viajantes escreveram sobre o Brasil, deixando seu testemunho sobre a fauna, a flora, os habitantes e seus costumes. O primeiro foi Pero Vaz de Caminha, em sua já conhecida carta ao Rei Manuel I. Ainda no século XVI, tivemos o alemão Hans Staden e o francês Jean de Léry; no XVII, os holandeses vindos com Maurício de Nassau; a partir da segunda metade do XVIII e durante o século XIX, naturalistas como Alexandre Rodrigues Ferreira, Carl von Martius, Johan von Spix e Auguste de Saint-Hilaire (1779-1853) que chegou ao Brasil em 1816, comissionado pelo governo francês para coletar exemplares de plantas brasileiras.

Saint-Hilaire permaneceu no país até 1822. Percorreu todo o sul e o sudeste, além de Goiás, e visitou ainda o Uruguai e a Argentina. Nessa viagem, recolheu cerca de 30.000 amostras de mais de 6.000 espécies vegetais, que descreveu e catalogou em seus cadernos de campo; entretanto, sua contribuição para os estudos brasileiros vai muito além da botânica, visto ter escrito saborosas crônicas de viagem.

Uma delas, “Viagens pelo Distrito dos Diamantes e Litoral do Brasil”, foi originalmente publicada em Paris, em 1833. Em 1941 teve uma reedição pela Cia. Editora Nacional, integrando a “Coleção Brasiliana”. Essa edição pode ser consultada, na íntegra, através da BN Digital.

http://objdigital.bn.br/objdigital2/acervo_digital/div_obrasraras/or311664/or311664.pdf

Convidamos a todos para visitar a exposição “Saint-Hilaire e as Paisagens Brasileiras” no Salão de Obras Raras da Biblioteca Nacional, de 9 de dezembro a 28 de fevereiro.

Saiba mais sobre a exposição: https://www.bn.gov.br/acontece/eventos/2016/12/saint-hilaire-paisagens-brasileiras

#bibliotecanacional
#fundacaobibliotecanacional
#fbnnamidia

 

FBN | Saint Hilaire e as paisagens brasileiras

dezembro 7, 2016

convite-hilaire

 

A exposição comemora o 200º aniversário da chegada de Saint Hilaire ao Brasil, descrevendo o itinerário percorrido pelo botânico e naturalista através de uma fusão de textos e imagens. Na mostra, densas florestas, campos gerais com araucárias, o distrito diamantino, índios, tropeiros e gaúchos saltam dos relatos escritos por Saint-Hilaire e ganham forma através das gravuras e desenhos produzidos por outros artistas, alguns dos quais no âmbito de expedições que seguiram o mesmo trajeto, como a de Carl von Martius e a do príncipe Maximilian zu Wied-Neuwied.

Saint Hilaire e as paisagens brasileiras
Biblioteca Nacional – Salão de Obras Raras
Av. Rio Branco, 219 – 3° andar
De 9 de dezembro a 28 de fevereiro
Segunda a sexta, de 10h às 17h
Classificação livre.